Nordestinos também são os que mais reconhecem o valor do turismo na economia da região. MTur tem promovido campanhas publicitárias para divulgar regiões brasileiras

 

Por Lívia Nascimento

                                                                             Dunas de Carimã. Foto: Roberto Castro

O Brasil tem um enorme potencial turístico, mas em algumas regiões sua percepção é maior do que em outras. Os nordestinos são os que mais reconhecem o valor de sua região para a atividade turística, uma vez que 44,2% avaliaram como alto ou muito alto o potencial local, seguido do Sudeste (42,3%), Sul (32,6%) e Centro-Oeste e Norte (32,2). Não à toa, foram exatamente os entrevistados nas regiões Norte e Centro-Oeste que menos identificaram o valor de suas regiões para o turismo (35,2). Os dados são de uma pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo.

Expectativa é que trabalho inicie em setembro e será feito por cinco servidores federais que passarão por curso de capacitação

Por Lívia Nascimento

Agência de Viagem. Crédito: Roberto Castro

 

O Ministério do Turismo passará a contar, ainda este ano, com uma equipe de cinco servidores para iniciar a fiscalização dos prestadores de serviço obrigados a terem cadastro junto ao Ministério do Turismo, por meio do Cadastur. Trata-se de uma demanda antiga do setor que contribuirá para aumentar a legalidade do setor, por meio do estímulo à formalização da atividade turística.


Ação faz parte de projeto executado pelo Sebrae junto aos empreendedores do Polo Turístico de São Luís e já se torna opção de lazer neste mês de férias.

Para quem está de férias e não viajou, pode encontrar na Ilha de São Luís passeios e vivências turísticas inesquecíveis. Na cidade de Raposa, localizada a 28 km da capital, o turismo de experiência já é uma realidade e pode ser uma opção vantajosa para quem quer desestressar, curtindo as belezas naturais desse pedacinho da Região Metropolitana com o melhor de um roteiro de mar, sol, aventura e gastronomia.